É justo isso?

É justo isso?
Apoie!

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Comunidade Indígena Xucuru Palmeira





















































































Alvorada no acampamento indígena



















De volta à vida normal (?)

Já faz algum tempo. Quase todos nós já havíamos esquecido que este blog existia. Mas o fato é que eu estava sem tempo. O mestrado anda me consumindo o juízo. Mas eu também precisava de um tempo para pensar...
Puxa vida! Já tenho 25 anos, e pareço ter nascido de novo!
A maior das experiências da minha vida estão sendo justamente agora, quando resolvi me empenhar na luta e na defesa dos direitos dos povos indígenas, mais particularmente no caso da comunidade Xucuru Palmeira - um grupo segregado da etnia Xukuru-Kariri, que vive nas periferias de Palmeira dos Índios, em bairros que um dia já foram aldeamentos, expostos a todos os riscos sociais que ambientes como esses comportam, tais como violência, tráfico de drogas, prostituição infantil, desemprego, fome, miséria e outras formas degradantes da condição humana.
Esses desaldeados buscam nos seus costumes e tradições, e principalmente na fé em Deus, na Virgem do Amparo e em seus Encantados, a força para se manterem coesos na organização da luta pelo direito à Mãe Terra. Essa fé tem sido também o motor de transformação social para o grupo, e, para mim, a energia convertedora, capaz de mover qualquer que seja a montanha de problemas que se acumulam cotidianamente...
Minhas próximas postagens serão fotografias - algumas poucas que fiz no decorrer da caminhada ao lado desse povo, que é meu povo também.