É justo isso?

É justo isso?
Apoie!

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Roma - A vida e os imperadores


Visitei, no mês passado, a exposição "Roma – a vida e os imperadores", em cartaz desde 25 de janeiro no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateubriand (MASP), que conta com 370 peças originais pertencentes a instituições italianas importantes, como o Museu Arqueológico Nacional de Florença, o Museu Nacional Romano, o Museu Nacional de Nápoles, o Antiquário de Pompeia, o Museu Arqueológico de Fiesole e a Galeria Uffizi. É a primeira vez que o acervo sai da Itália, marcando a abertura da programação do MASP no Momento Itália Brasil 2011-2012.



A exposição traz joias, afrescos, mosaicos, esculturas, vestimentas e objetos da Roma antiga, levando o público a uma viagem ao longo de três séculos, desde o chamado período tardio da República e primeiros séculos do Império, do general Júlio César (49 a.C. - 44 a.C.) e seu filho adotivo Otávio Augusto (27 a.C. – 14 a.C.), até Septímio Severo e seu filho Caracala, que reinaram entre os anos 193 e 217 d.C.


Entre os destaques, estão três paredes com afrescos da Vila de Pompeia (destruída durante uma grande erupção do vulcão Vesúvio, no ano 79 d.C.); as estátuas do deus Júpiter (versão romana de Zeus, senhor dos deuses), da imperatriz Lívia (esposa de Augusto) e da deusa Ísis (divindade de origem egípcia, posteriormente romanizada); a cabeça colossal, em mármore, de Júlio César; máscaras teatrais; a escultura de Calígula; a armadura de um gladiador; desenhos do Coliseu; uma lamparina de ouro; e cerca de sessenta joias.

 

Organizada em quatro núcleos expositivos, foram selecionados em cada compartimento os exemplares arqueológicos mais representativos de cada fase. O primeiro aborda César, Otávio Augusto e o nascimento do Império. O segundo núcleo contextualiza o luxo e a opulência de um dos imperadores romanos mais controversos: Nero. O terceiro compartimento retrata o apogeu de Roma. Por fim, a última parte da exposição explora as variadas origens dos costumes romanos e revela um Império multicultural. O momento mais significativo desse império multiétnico foi alcançado no reinado do africano Septímio Severo, casado com uma princesa síria.


"Além do poder e das manifestações, existe a vida de todos os dias, dos ricos, das elites das cidades, dos artesãos, dos escravos, dos camponeses", explica Guido Clemente, professor de História Romana da Universidade de Florença e curador da exposição. "A mostra ilustra com inúmeras peças de grande variedade este quadro fascinante: a casa ricamente coberta de afrescos, os objetos de luxo que a decoravam, bronzes, mármores, objetos de uso cotidiano; o luxo da mesa com seus objetos de prata; os penteados e ornamentos femininos, aneis, braceletes, colares, camafeus e entalhes extraordinários. A economia, com as rotas dos navios, as moedas de ouro e de prata que circulavam em todo lugar com a efígie dos imperadores; por fim, o trabalho, os instrumentos da agricultura e das profissões e da vida das famílias, em seu dia a dia, com as vasilhas de terracota, as crianças, os jogos, as mulheres. A mostra é portanto um afresco fascinante, rico, complexo, que nos transporta em um mundo que percebemos longínquo, mas ao mesmo tempo também próximo a nós, que somos seus herdeiros", acrescenta o curador.


A exposição segue até o dia 22 de abril, e é uma excelente oportunidade de se fugir da monotonia dos livros didáticos e mergulhar de corpo e alma no universo da cultura romana.


Informações gerais:


Roma - A Vida e os Imperadores


370 peças e obras originais recontam fatos e costumes do período tardio da República e primeiros séculos do Império Romano. 


Local: Galeria Clemente de Faria, 1 e 2 subsolos do MASP (Avenida Psulista, 1578).


Período: 25 de janeiro a 22 de abril de 2012.


Horários: Terças a domingos e feriados, das 11h às 18h. Quintas-feiras das 11h às 20h. A bilheteria fecha sempre 30 minutos antes.


Ingressos: R$ 15,00. Estudantes, professores e aposentados com comprovantes pagam R$ 7,00. Visitantes com idades até 10 anos e acima de 60 anos de idade têm entrada gratuita.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é para você, fiel leitor(a). Deixe o seu comentário acerca do texto que acabou de ler...